Bolsa Gulbenkian Mais pode ser a tua porta de entrada no Ensino Superior

Luís Alves Vicente
Editor Inspiring Future
12 Setembro 2018

A Fundação Calouste Gulbenkian atribui novamente este ano bolsas de estudo aos alunos que se candidatam pela primeira vez ao ensino superior e que tenham excelentes notas e escassos recursos económicos. Tentando colmatar as dificuldades que muitos jovens sentem face aos custos de frequentar o Ensino Superior, a Fundação preocupa-se não só em financiar os alunos como em o dotá-los de competências tendo em vista o mercado de trabalho.

O programa Gulbenkian Mais aposta na potencialização de competências como inteligência emocional e capacidade de liderança. “Para além das competências profissionais, hoje é fundamental ter instrumentos para o relacionamento interpessoal, para o trabalho em equipa, para a mudança”, sublinha Margarida Abecasis, responsável pelas Bolsas Gulbenkian. As chamadas soft skills (competências pessoais ou transversais) têm grande relevância num mundo em constante transformação, cada vez mais competitivo", lê-se no site da Gulbenkian.

Além da excelência académica, outro requisito para te candidatares a esta bolsa é teres primeiro feito a candidatura à bolsa da Direção Geral de Ensino Superior; idealmente deves fazer a candidatura à bolsa da DGES logo em julho, quando te matriculares no ensino superior. A candidatura à Bolsa Gulbenkian Mais é só em Outubro e deves mostrar que te candidataste à da DGES. . Por isso, fica já a pensar na possibilidade de te poderes vir a usufruir deste programa e quando chegar a altura de candidaturas, tens mais esta para fazer, uma vez que funcionam as duas em simultâneo.

O objetivo da Bolsa Gulbenkian Mais passa também por fazer com que, durante o período da bolsa e ao longo da sua carreira, "os bolseiros construam ligações de entreajuda e um sentimento de pertença a uma vasta rede, através de sessões de networking com novos e antigos bolseiros Gulbenkian, que são já cerca de 45 mil." 


DEIXA UM COMENTÁRIO