Procurar casa em Lisboa: A SAGA

Redatora com Futuro
10 Setembro 2019

Hoje em dia procurar um T1 que não custe um rim em Lisboa parece digno de um remake de Missão Impossível: uma cozinha sem fogão, caves sem iluminação, um quarto sem cama, canos entupidos e portas que não fecham. É este o drama que se vive nos exíguos metros que encontramos no centro de Lisboa. O pior é que o valor da renda tem vindo a aumentar e, hoje em dia, um quarto em Lisboa ronda os 485 euros, segundo dados da Uniplaces. 

As dezenas de ofertas dúbias certamente que te deixam prestes a desistir de encontrar “a tua casa fora de casa”. Mas não entres em pânico! Reunimos alguns testemunhos de jovens que, assim como tu, procuraram alojamento na capital. Ora lê com atenção! 

Começamos pela Bárbara Barbosa, natural de Aveiro e aluna na Universidade Nova de Lisboa. Após inúmeras mensagens sem feedback por parte dos senhorios, resolveu “pôr mãos à obra” e ver, in loco, os espaços disponíveis para aluguer. “Quando acabei de ver já passava das 15h e ainda não tinha almoçado, por isso fui a um café lá perto e comi uma tosta. Perguntei à senhora do café se sabia de alguém que estivesse a alugar quartos, e ela não conhecia, mas perguntou a toda a gente que entrava no café, até que um senhor disse que conhecia um outro que alugava e então fui visitar o único quarto disponível na altura e fiquei lá!” 

O conselho que nos deixa a Bárbara é que “Não desistam, embora seja extremamente cansativo pela falta de respostas e os preços ridiculamente altos. Procurem em sites credíveis e estejam atentos aos grupos no facebook. Para além disso, tentem contactar pessoas conhecidas procurando saber de alguma oportunidade”. 

Já a Eduarda Rebelo, habituada à tranquilidade do Douro relata-nos que arranjar casa em Lisboa foi a primeira ( e super stressante) tarefa da sua vida pré-adulta. “Quando soube que entrei na NOVA, a prioridade foi começar a estudar o mercado, a perceber que preços se praticavam e quais as opções com as quais me sentia mais confortável ( e em conta).” 

Alguns dos sites a que recorreu foram o Bquarto , o OLX , o Imovirtual () e a Uniplaces , que foi o único, segundo a Eduarda, em que encontrou uma relação qualidade - preço aceitável, com uma imagem de confiança, fácil de navegar e com uma oferta abrangente a todas as áreas de Lisboa ( e não só). “O único senão e que contava bastante para uma família do interior – acrescenta Eduarda - era o facto de não oferecer a possibilidade de visitar a casa ou quarto antes de efetuar o primeiro depósito, o que nos dava uma certa desconfiança de sermos enganados. Mas acabei por perceber que é o site mais seguro para quem embarca nesta aventura.”

Outros sites úteis:

À semelhança da Eduarda, muitos estudantes deslocam-se a Lisboa abordando pessoas nas ruas, procurando nos cafés/cabeleireiros. O importante é iniciar esta pesquisa o mais antecipadamente possível. “Eu fui com duas semanas e a oferta já era escassa. Vi quartos a 400 euros em péssimas condições, sem uma janela no quarto, apartamentos de estudantes com 8 quartos e apenas 1 casa de banho, até que, no meio da rua, conhecemos a minha senhoria que tinha um t1 para alugar a um preço acessível em comparação com o que tínhamos visto e a 5 minutos a pé da faculdade.” 

Para concluir, a Eduarda tem estes conselhos para vos dar:

  • Planeiem com antecedência, pesquisando a oferta disponível dentro das possibilidades de cada um; 
  • Tentem encontrar alojamento perto de transportes, caso não consigam na zona da faculdade porque facilita imenso, é mais cómodo e seguro. 
  • Pesquisem sobre a vizinhança (segurança, serviços, estabelecimentos comerciais...) 
  • Tenham paciência com os colegas de casa, se for esse o caso. Estabeleçam uma rotina de limpeza organizada
  • Tentem fomentar uma relação cordial com o senhorio, procurando fazer tudo dentro da legalidade. 

Certifiquem-se que as ofertas são de confiança e que o método de pagamento é viável. para que não sejam vítimas de uma fraude. Informem-se e peçam opinião acerca do respetivo alojamento e senhorio. 

Não obstante, este período atribulado nas vésperas da vossa maior aventura, não se isolem e não percam a esperança. Podem sempre recorrer a residências que dispõem de excelentes condições a preços mais modestos e estejam atentos aos anúncios difundidos pela associação de estudantes da tua faculdades e pelos grupos do facebook.