Amplifica-te

Os melhores sítios para estudar: no Porto

Maria Leonor Carapuço
Redatora com Futuro
19 Dezembro 2017

Na continuação da rúbrica começada pelo artigo “Os melhores sítios para estudar em Lisboa”, decidimos explorar os deliciosos cérebros da Mafalda Balona, Mariana Manique, Francisca Albuquerque e Inês Casas para descobrir os melhores sítios para estudar no Porto.

A Mafalda cresceu toda a vida no Porto, conhece bem os cantos à casa apesar de estar agora a estudar em Lisboa. Já a Mariana, a Francisca e a Inês estão no ensino superior há 3 anos na Cidade Invicta: a Mariana e a Francisca estudam Medicina na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP), já a Inês estuda Engenharia Civil na Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP) – têm também as três a sua quota de experiência de estudo, como deves imaginar.

Um enorme obrigada às quatro pela colaboração. Sem mais demoras, aqui estão os seus testemunhos:

Mariana Manique:

Biblioteca da FMUP – Tecnicamente a biblioteca não pertence à FMUP (Faculdade de Medicina da Universidade do Porto) mas sim ao CIM (Centro de Investigação Médica) por isso qualquer pessoa pode estudar lá. Gosto de lá estudar porque é um local bastante silencioso e com quentinho, em tudo convidativo nos dias frios de inverno!! A disposição das mesas também se adapta aos gostos de cada um existindo mesas individuais para quem leva um estudo mais solitário, mesas organizadas em quadrado para quem prefere estudar em grupo e mesas dispostas em longas filas. Em termos de literatura, é excelente para quem é da área da saúde/ciências médicas tendo a maioria dos livros recomendados disponíveis para consulta. Para além disso ainda tem computadores, serviços de impressão e wi-fi gratuito. Tem ótimas condições de iluminação e imensas janelas o que quebra um bocadinho aquela ideia de estarmos num espaço super fechado. A principal desvantagem, para mim, é o facto de não ser lá muito grande... Particularmente na época de exames, fica completamente lotada e para quem gosta de chegar depois de almoço é complicado arranjar lugar.  Não aconselho para trabalhos de grupo (os estudantes normalmente ficam bastante incomodados porque perturba o silêncio habitual). Para além disso não se pode comer nem beber lá dentro e, para aqueles que preferem estudar à noite também não é boa opção porque fecha por volta das oito.

Francisca e Inês:

Atualmente no Porto existem vários espaços onde os jovens podem estudar. Efetivamente, o Jardim Botânico é um dos meus sítios de eleição para estudar, não só pela sua excelente localização, mas também pelo agradável ambiente que proporciona. De facto, trata se de um espaço calmo e acolhedor, possui uma pequena copa onde se pode aquecer as refeições e onde existe ainda uma máquina com comida e café.

Em contrapartida, o tamanho das mesas é pequeno para a grande afluência de estudantes que procuram o Jardim Botânico para estudar. Do meu ponto de vista, a copa não se situa num local estratégico pois por vezes surge um pouco de barulho por ser um espaço aberto.

Assim, posso afirmar que o Jardim Botânico é, sem duvida, um dos meus espaços prediletos para estudar durante a época de exames.

Mafalda Balona:

Biblioteca de Serralves – É uma biblioteca de arte, com ótima luz natural e também artificial (daqueles candeeiros que caiem do teto em forma de lâmpadas lindos de morrer), é arquitetonicamente aprazível e a entrada é aberta a qualquer um.

Rota do Chá – É um café com 2 pisos e esplanada. No piso de baixo e na esplanada tens o ambiente, de facto, de café, mas no piso de cima encontras malta a estudar porque parece quase que foi feito para isso. Como é o aproveitamento de uma antiga casa, o piso de cima tem divisões que remetem efetivamente para a "casa". Pelo nome percebe-se que é estilo casa de chá, a decoração é toda baseada no oriente - desde a Índia ao Japão (embora mais buddha/hindu style).

Costa Café - Por baixo do recentemente construído Jardim das Oliveiras, é mais crowded (pelo boom de turistas que o torna mais internacional). Essa zona (passeio dos Clérigos) agora é mesmo muito trendy.

Biblioteca Pública Municipal do Porto – Também é fixe... mas é mais formal. Na Praia dos Ingleses, o café/esplanada homónimo também é demais, mesmo por cima da praia, é quentinho e top para estar no inverno com o mar de fundo a toda a volta.

Café da Casa da Música – também é dos meus favoritos. Às vezes podes apanhar aquilo mais movimentado com a malta que está a ensaiar para um espetáculo, mas tem ótima luz, muitos lugares e almoços não muito caros e fixes.

Para estudar à noite, sem ser a Biblioteca da FEUP (Faculdade de Engenharia), está aberta a Católica da Foz (Universidade Católica Portuguesa: Porto – campus Foz) também, mas nunca estudei no Porto à noite.

Biblioteca Almeida Garret – é ótima também, é nos jardins do Palácio de Cristal, que é dos sítios mais bonitos do Porto, mergulhada numa paz tremenda.

O Porto tem muito para oferecer (como se pode constatar) e certamente este guia te ajudará a tirar o máximo proveito de estudar nesta linda cidade – trabalhar em sítios assim dá outra motivação, não achas? Já não há desculpas, boa sorte e bons estudos!

 


DEIXA UM COMENTÁRIO