O que costuma sair no Exame de MACS?

Luís Alves Vicente
Editor Inspiring Future
7 Junho 2018

O Exame de Matemática Aplicada às Ciências Sociais manteve-se semelhante ao longo dos anos (2010-2016). A matéria que sai é dividida em três tópicos, que vamos analisar meticulosamente. Não temos muito tempo para falinhas mansas portanto vamos já meter a mão na MACSA! kkkkkkkkkkk

1. Métodos de apoio à decisão

Neste tema, não se registaram casos de itens de dificuldade elevada, variando a classificação média em relação à cotação entre 44%. Eis alguns exemplos de exercícios que podem sair neste tópico.

Para mais exercícios consulta as provas dos anos anteriores, clicando aqui.

2. Modelos matemáticos 

A matéria deste tópico inclui os subtópicos Modelos financeiros, Modelos de grafos e Modelos de crescimento populacional. Portanto, toca a estudar bem! 

Uma análise da Tabela 11 mostra que, em regra, os desempenhos são bastante satisfatórios, sendo a maioria dos itens fáceis ou de dificuldade média. Os resultados obtidos na prova de 2016 parecem mostrar uma consolidação das aprendizagens neste domínio. 

Eis alguns exercícios que têm saído ao longo dos anos:

A classificação média em relação à cotação neste tipo de itens variou entre 43% (item 7.2. da prova de 2016) e 86% (item 2.3.1. da prova de 2013), podendo a facilidade dos itens explicar-se pelo facto de a operação a efetuar ser direta e envolver um processo rotineiro elementa. 

3. Estatística

Quanto a estatística, a análise dos valores registados permite concluir que a maior parte dos itens que incidem sobre este tema é de dificuldade média.

São exemplos de itens de dificuldade média ou baixa os itens em que se solicita: a construção de uma tabela de frequências; o conhecimento das propriedades da média e as suas aplicações; o desvio padrão ou a construção de um diagrama de barras, partindo do conjunto de dados de uma
tabela.

Os desempenhos podem ser explicados pelo facto de a estatística ser objeto de lecionação desde o Ensino Básico.

Nos itens que abordam a Inferência estatística, solicita-se, de modo geral, a determinação de um intervalo de confiança para uma média ou uma proporção.

No tema Modelos de probabilidade, é recorrente que a resolução dos itens envolva a compreensão e interpretação de informação diversa e a mobilização de várias competências, o que pode explicar algumas das fragilidades na resolução dos exercícios pelos examinados. Por exemplo, no item 2.3.2. da prova de 2013 (com classificação média em relação à cotação de 22%), tornava-se necessário recorrer a um modelo de crescimento para o cálculo de uma probabilidade condicionada. 

Por fim, este último exercício

Boa sorte, máquinas!!! Menos de 10 é negativa! (Apenas tecnicamente, porque na verdade até 9,5 arrendonda para 10)


DEIXA UM COMENTÁRIO