Fiquei colocado longe de casa. Como me adaptar?

Redatora com Futuro
10 Setembro 2018

A fase de maior stress já passou, já podes deixar de roer as unhas à espera dos resultados! Entraste no ensino superior e daqui a pouco tempo estás a fazer as malas para rumares ao teu novo desafio. Espera-te uma nova cidade, uma nova casa, longe do conforto e dos mimos dos pais.

“E agora?” perguntas tu. É normal que estejas assustado e que te enchas de dúvidas e receios. É uma mudança que acarreta uma nova versão de ti. 

Quer estejas desejoso ou mais reticente há alguns aspectos que precisas de ter em conta. Sair de casa dos pais não é um mar de rosas nem um pesadelo. É tudo uma questão de hábito e de crescimento.

Para os mais destemidos

Muita calma! A liberdade por que tanto anseias traz muita responsabilidade. Não vale alimentares-te à base de cereais por preguiça de cozinhar! Muito menos virar a roupa do avesso porque te esqueceste de a lavar!

É muito comum que nos primeiros tempos a tua mãe se preocupe em mandar-te alguma comida ou até que tragas a roupinha e os tupperwares para que os lave em casa. Mas é bom sinal quando começas a preferir fazer essas pequeninas coisas por ti. Para além de poupares um bocadinho os teus pais, começas a adquirir um sentido de responsabilidade maior.

Não vai haver quem ande de olho em ti para ver se estudas! Tem isso em consideração se os tempos de borga se apoderarem de ti. Há tempo para tudo, mas não troques as tuas prioridades.

Vais ter que tomar conta de ti e olha que essa tarefa é mais complicada do que julgas. 

Quando fui eu a sair em busca do meu futuro aprendi uma coisa muito importante. Talvez te revejas nela à medida que o tempo vai passando, portanto aqui fica: casa só há uma, mudes tu para os sete cantos do mundo. O teu sentimento de pertença vai estar no sítio que te viu crescer e esse é o maior desconforto da tua nova aventura.

Para os mais reticentes

É normal que tenhas um ratinho a andar constantemente numa roda de receios e perguntas dentro da cabeça. É talvez a maior mudança que enfrentas até hoje, mas acredita que é boa!

Não te feches no medo de fazer parte de alguma coisa maior. Sai, cria ligações e desinibe-te. Não vai ser tudo fácil, mas olha para esta experiência como o primeiro dos passos para te preparar para o futuro que tanto ambicionas.

Não tem problema sentires saudades de casa, todos sentem. Vais aprender que os fins de semana em que voltas para o conforto de que tanto gostas vão ter um sabor ainda mais especial. Vais ter sempre mil e uma histórias e aventuras novas para contar.

Saíres da tua zona de conforto vai dar-te mais confiança e vai dar-te uma versão muito melhorada de ti. 

Puxa por ti quando te sentires mais sozinho e procura hobbies que te possam estimular. Ir ao cinema, inscreveres-te num desporto, chamares pessoas que conheceste para irem passear são pequeninas coisas que te vão ajudar na adaptação. E não tenhas medo de ir sozinho! É tão bom aprenderes a estar e a apreciar o tempo contigo.

Vais deixar de estranhar esta nova etapa quando, sem te aperceberes, ela já estiver entranhada em ti.


DEIXA UM COMENTÁRIO