Ex·tra·cur·ri·cu·lar: O que é mesmo isto?

Redator com Futuro
18 Março 2019

ex·tra·cur·ri·cu·lar
(extra- + curricular)

adjectivo de dois géneros

Que não faz parte de um currículo, nomeadamente de um currículo escolar (ex.: actividades extracurriculares).


"extracurricular", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013,  [consultado em 08-02-2019].

 

Muitos dos leitores dos sites “Inspiring Future” e “Unlimited Future” procuram algo relacionado com a área de impacto direta de ambos os projetos: Ensino Secundário e Ensino Superior, respetivamente. Algo que se relacione, portanto, com o desenvolvimento do seu currículo. Mas será que “currículo” se refere apenas ao nosso percurso escolar?

Peço-te que percas alguns segundos a analisar ao pormenor a definição de “extracurricular” que te deixei no início deste artigo. Notas alguma coisa de estranho? Talvez alguma palavra a mais na descrição? Se já estás a fazer scroll na página à procura da resposta a esta questão, tal como fazes com aquele problema no livro de Matemática que parece impossível de resolver, deixa-me dizer-te que nenhuma palavra está a mais. Na verdade, existe uma palavra na descrição que é essencial para a veracidade desta definição de “extracurricular”: a palavra “escolar”.

Podemos então chegar à conclusão que uma atividade extracurricular é, por definição, uma atividade que não faz parte do currículo escolar de alguém. E do currículo desse mesmo alguém, fará? A resposta, desta vez, é um redondo sim: Qualquer atividade em que tu diretamente participaste ao longo de toda a tua vida faz parte do teu currículo. E sabes que mais? O teu currículo escolar faz igualmente parte do teu currículo.

Confuso(a)? Pensa neste exemplo: O teu currículo é como que aquele tupperware enorme que a tua mãe enche com outros tupperwares mais pequenos para ocupar menos espaço na prateleira, tupperwares esses em que um deles pode representar o teu percurso escolar, e outro pode ser cheio com as tuas atividades extracurriculares. O melhor desta analogia é que tanto o tupperware do teu currículo escolar como o das tuas atividades extracurriculares são do mesmo tamanho, ou seja, são ambos igualmente importantes para encher aquele grande tupperware que é o teu currículo.

Provavelmente deves estar a perguntar-te: Então, mas um empregador da empresa A pode dar mais importância ao meu processo académico enquanto, numa outra empresa B, posso sobressair pelas minhas experiências de vida. Aí está a verdadeira questão: Tudo depende da importância que cada empregador dá a cada parte do teu currículo.

Mantendo esta analogia impensável para qualquer um que não eu, pensa que estes tupperwares mais pequenos são coloridos, e a tua mãe, ao decidir que tupperware escolher para guardar a sua marmita para o dia seguinte, prefere o vermelho ao verde. A tua mãe fez uma escolha, no entanto, a tua mãe não está a dar mais importância ao vermelho, apenas acha que, para o dia que vai ter, o mais adequado é o vermelho. Até porque se este vermelho fosse, de alguma forma, demasiado grande e não coubesse na sua mala, provavelmente escolheria o verde, nunca deixando o vermelho de ser uma opção.

O que resumimos desta analogia sem sentido? Na verdade, um empregador assume uma análise parecida com a da tua mãe: Avalia um candidato baseando-se nos critérios que mais se adaptam à função em questão, nunca desprezando os outros fatores presentes no seu currículo mesmo que não sejam o que pretende. Tem, por isso, opções para escolher, critérios para analisar, o que não aconteceria se o mesmo candidato apenas tivesse um percurso escolar forte OU experiências de vida significativas.

Serve tudo isto para que, a partir de hoje, possas procurar um equilíbrio naquilo que é o teu currículo, aprimorando o teu percurso escolar, mas sem nunca esquecer as atividades extracurriculares e o skill set que te podem trazer. Desta forma, o teu próximo empregador terá informação suficientemente e diversificada para que seja capaz de analisar se tu realmente és a solução perfeita para a lacuna a preencher na empresa que representa.

Torna-te na escolha perfeita para qualquer empregador ou, no mínimo, tenta que cada empregador que analisa o teu currículo tenha toda a informação suficiente e verídica que precisa, aumentando assim a tua probabilidade de seres o candidato ideal.


DEIXA UM COMENTÁRIO