Cuidado com as videochamadas pela Internet: Microsoft Teams

Editor Inspiring Future
2 Maio 2020

Se já leste o nosso artigo, “Cuidado com as videochamadas pela Internet, não são muito seguras!”, sobre as recomendações necessárias para fazer videochamadas seguras agora estás pronto para saber quais são as recomendações específicas para cada uma das plataformas!

Vamos focar-nos nas 4 principais plataformas que mais têm sido usadas em tempos de COVID:

 

Se leste o nosso artigo sobre o Zoom, vais rapidamente perceber que o Teams da Microsoft é extremamente diferente.

Em 1º lugar, deve ser configurado o tipo de equipa que é, ou para que é a plataforma vai ser utilizada. Pode ser para reuniões de staff, aulas, comunidade profissional de aprendizagem e outros.

Em 2º lugar, é tudo configurável. Que é como quem diz: quem cria a equipa tem controlo absoluto e pode restringir o tipo de permissões que todos os outros membros têm, nomeadamente:

  • Utilização de GIFs, memes, etc
  • Restrição de quem pode ou não fazer menções
  • Bloquear a utilização dos ficheiros partilhados
  • Impedir a saída dos participantes antes do término da sessão
  • Permitir gravação da sessão e/ou controlar a apresentação/partilha de ecrã

 

Recomendações de segurança:

  • Desfocar o fundo do ecrã;
  • Convidar diretamente os participantes por e-mail ou código;
  • Introduzir as corretas permissões dos participantes conforme o objetivo das sessões;
  • Agendar as sessões;
  • Ativar o Lobby, ou seja, a sala de espera para que os participantes só entrem mediante aprovação do administrador da sessão;
  • Não ter aplicações ativas com conteúdo pessoal – o programa tem janelas de partilha para as diferentes aplicações do Windows, pelo que se houver algum ficheiro com conteúdo pessoal aberto, poderá ser partilhado sem intenção
  • Para terminar a sessão tem de ser feito “Sign Out”, simplesmente sair vai fazer com que a sessão se mantenha ativa e todos os participantes lá dentro