Como tornar as decisões difíceis mais fáceis

Editor Inspiring Future
31 Julho 2018

Fazem parte do nosso dia-a-dia mas se calhar nem dás por elas. Ou melhor: não te dás conta do processo que fazes para chegares a elas - as escolhas, que, normalmente, têm sempre uma decisão por detrás. E porquê é que não te apercebes? Várias razões: imposição por parte de alguém, hábito, pouca importância na decisão final, etc. 

Contudo, a verdade é que as decisões vão-nos aparecer durante a vida e, guess what?, tendem a serem cada vez mais complexa. Provavelmente, agora, neste momento, estarás a viver um desses momentos: a decisão de escolher um curso superior. Ou não! Podes muito bem ser super confiançudo e orientado: já sabes o que queres e onde queres. Mas não te esqueças de que tens seis opções de candidatura: e se não entrar na primeira opção? E na segunda?

Calma! E não, não é obrigatório preencher todas as opções, até podes colocar só uma. Mas será que isso é um pensamento estratégico? Não. Não é. Por várias razões: não perdes nada em colocar mais hipóteses, caso aconteça alguma coisa ou não gostes de onde ficaste colocado, tens mais margem de manobra.

O segredo é então pensar no resultado da decisão, ter em conta todos os factores (tempo, dinheiro, complexidade, ajuda externa) e em que decisão se segue à seguinte. Sempre com uma pergunta final: isto satisfaz-me? Muito, mais ou menos, pouco? Procuramos sempre que nos satisfaça da melhor forma possível mas às vezes não dá. Aí chegamos ao conceito Mostly Fine Decision: o resultado mínimo que estamos dispostos a aceitar após tomar determinada decisão.

Este conceito nasce do facto de haver dois polos: os maximizers e os satisficers. Isto é, aqueles que querem terem sempre o máximo proveito de tudo e aqueles que se contentam com qualquer resultado. Como já sabes, o equilibrio está na vida. Se, por um lado, deves ter uma orientação e decidir as coisas segundo aquilo de que gostas, também não deves adiar a tomada de decisão com receio de outras que se calhar seriam muito melhores

Para te ajudar: parece que não adianta de nada ou já é uma dica muito batida, mas as listas de pros e contras ajudam mesmo MUITO. Experimenta :)


DEIXA UM COMENTÁRIO