Como sobreviver ao final do ano letivo

Rita Carvalho
Redatora com Futuro
10 Maio 2018

O final do ano está prestes a chegar e com ele vêm os exames, o que, por sua vez, traz as maratonas de estudo, as noites mal dormidas, as refeições a correr e o desespero de não saber nada. Para que possas aproveitar o tempo de estudo que tens da melhor forma possível, damos-te algumas sugestões que te vão ajudar a ser mais produtivo.

Pára de ser multitasking e concentra-te

Quando as aulas acabam e temos aquele período de, aproximadamente, duas semanas para nos dedicarmos apenas ao estudo, ficamos com uma falsa noção do tempo. Catorze dias inteiros só para estudar é imenso; chill! Por causa disto, podes achar que é uma boa ideia ir para o café com os teus amigos estudar. Assim podes pôr a conversa em dia, aproveitas para lanchar, ainda têm tempo de cuscar um bocadinho sobre as novidades que aparecem no Facebook e tudo isso conta como tempo de estudo, não é brutal?! Muito pelo contrário.

No final do ano, quando o verão já lá vem, tudo é mais interessante do que estudar, até ver os passarinhos a voar pela janela. Portanto, ao intercalares outra atividade com o teu estudo, vais sempre acabar por passar muito menos tempo a estudar. Se não te apetece enfiar a cabeça nos livros, tira meia hora (põe o alarme se for preciso) para fazer uma coisa de que gostes e depois desliga-te do mundo lá fora e concentra-te na matéria. A única pessoa que estás a prejudicar é a ti próprio.

Mantém as coisas simples e faz resumos

Está provado que fazer esquemas torna mais fácil interiorizar aquilo que estamos a tentar aprender. Inventa acrónimos (para te lembrares de sequências, por exemplo), faz diagramas que conectem os conceitos e desenha processos com as palavras-chave. 

Põe o computador de parte

A ideia de estudar com o computador é completamente normal nos dias de hoje. Para quê fazer apontamentos se já temos tudo isso em pdf, se os esquemas são mais bonitos feitos a computador e se temos a Internet à nossa disposição para tirar dúvidas?

Apesar de nos facilitar o estudo em muitos aspetos, o computador também o prejudica, pois acabamos por nos distrair com a Internet e não é para esclarecer as dúvidas, para além de que também torna muito mais lenta a nossa capacidade para memorizar e aprender. Por muito chato que possa ser, escrever os apontamentos à mão ajuda-nos a estudar melhor, pois obriga-nos a ler, a pensar e acabamos por escrever a matéria de uma forma mais percetível para nós.

Recompensa-te a ti próprio

Para te motivares a estudar, pensa em recompensas para dar a ti próprio relacionadas com algo que gostes. Por exemplo: “Depois de resumir estas 30 páginas, posso jogar um bocado computador” ou “Se acabar estes exercícios todos hoje, posso ver um episódio da minha série preferida ao final do dia”.

Faz pausas, come comida saudável, hidrata-te, faz exercício e dorme o suficiente

Este último tópico abrange não uma, mas sim cinco importantes sugestões que temos vindo a reforçar em vários artigos, mas a verdade é que sem bem-estar físico e psicológico, estudar nunca vai ser produtivo. Cuida da tua saúde.

A decisão está nas tuas mãos: queres esforçar-te agora nesta reta final e depois ser recompensado com 3 meses de diversão ou preferes divertir-te agora e depois passar 3 meses a levar raspanetes dos teus pais?


DEIXA UM COMENTÁRIO