Life Hacks

Coisas que ninguém nos contou sobre os nossos vinte anos!

Marta Moura
Redatora com Futuro
20 Março 2018

Estar na faixa etária dos vinte e poucos anos parece uma maravilha, não é verdade? Porém, é uma idade contraditória: deixamos de ser adolescentes mas ainda não somos, efectivamente, adultos, no sentido em que ainda não alcançamos a independência.

É aquela fase em que nos apercebemos que a vida não é nenhuma utopia. Vivemos perante decisões que podem mudar o nosso futuro. As preocupações mudam, tal como as responsabilidades, que são cada vez maiores. E há uma série de coisas que ninguém vos contou mas que precisam de saber para não entrarem com ilusões na segunda década das vossas vidas. Ei-las, contadas por alguém com vinte anos:

Os teus sonhos vão mudar

É assustador pensar o quanto podemos mudar no decurso dos anos mas isso não é necessariamente mau. Podes ter passado a tua adolescência a pensar “vou ser médico”, tens uma ideia já definida do teu futuro e, sem dares por ela, já não é isso que queres ser. É bom mudar de ideias, ter novos rumos e não saber exatamente o que fazer da nossa vida (q.b. vá!). Estão no auge da idade. Terás ainda muitos sonhos, que vão também mudando à medida que também mudas.

E também as amizades

Escolhas diferentes de vida vão resultar em pessoas diferentes na tua vida. É natural, normal e saudável. Jamais deverás escolher tomar uma opção em detrimento de outra só porque alguém escolheu igual. O que tu valorizas na tua vida és tu que decides. Por muito que gostas de estar com alguém, não deves sacrificar as tuas opções em prol dessa pessoa, porque o que importa é que sejas feliz, independentemente de com que estás! As grandes amizades mantêm-se sempre!

Está na altura de saíres do plano de tarifário móvel dos teus pais

Sim, leste bem. Chegamos a uma altura em que devemos de querer ter coisas só nossas, e começar por pôr o tarifário em nosso nome é uma boa maneira de iniciar a vida adulta. Assim, vês o que custa ter responsabilidades: todos os meses chega uma fatura pelo correio, com o teu nome, com uma data limite de pagamento. Esqueceste-te de pagar? Ups, responsabilidade tua.

Vais deixar de frequentar bares todos os dias (ou passar a frequentar muitos para depois frequentar poucos)

Vais deixar os copos de lado. Em primeiro lugar, porque vais ver o quão rápido isso te deixa a carteira vazia. Em segundo lugar, já não tens a mesma resistência que tinhas quando eras mais novo e vais dizer para ti mesmo “estou velho para isto” mais vezes do que imaginas. Em terceiro lugar, quando vires a sobrecarga de trabalho que tens e o tempo a voar à velocidade da luz, já não pensarás em sair e em bares. A isso se chama de vida adulta, meus caros.

Vais perceber que a tua actividade preferida será ficar em casa e dormir o máximo que possas

Se antes tudo o que não querias era estar em casa, agora não quererás outra coisa. Vais dar valor às 8 horas de sono e lamentar as vezes que podias ter dormido e nunca quiseste porque preferiste sair com os amigos.

Sempre que puderes, viaja!

À partida, a partir dos vinte anos terás mais dinheiro do que tinhas antes. Mas, visto que ainda poderás estar a estudar, aproveita para ir de Erasmus. Existem diversos programas de intercâmbio que não deves desperdiçar, todas as instituições de ensino superior têm. Contudo, também podes viajar cá dentro. Aproveita um fim de semana, apanha um comboio, e viaja sem destino, atreve-te a ir à descoberta. As viagens, mesmo que curtas, proporcionam experiências únicas de autodescoberta.

Por isso, vais começar a preocupar-te em poupar dinheiro, em economizar. Ao mesmo tempo vais ter vontade de gastar logo o teu primeiro ordenado. É um paradoxo: queres poupar, mas também queres gastar. The struggle is real!

Grande parte dos teus amigos de infância vai começar a casar

Pois, é verdade. Vais olhar para ti, ver-te com vinte e poucos anos, solteiro, e a receber convites de casamento dos teus amigos, talvez mais novos que tu. Acontece, e vai acontecer-te muito. Vai-te preparando, que serás convidado para dezenas de casamentos.E começas, por fim, a pensar que os 30 anos estão demasiado perto. Que ainda ontem tinhas 18 anos e agora estás mais perto da terceira década. Mas calma! Ainda tens muitos anos pela frente. Não deves já pensar em algo que não está ao virar da esquina. Por agora, deves apenas pensar que estás na melhor idade que poderias ter e deves aproveita-la ao máximo. Pois acredita, não terás 20 anos para sempre.

Tudo é uma questão de prioridades

 Não existe tal coisa como falta de tempo, tempo é algo que nunca acaba, em constante renovação. É preciso saber priorizar as coisas. Essa máxima é válida para toda a gente e para qualquer idade: se não consegues arranjar tempo para ver um amigo mas, milagrosamente, arranjas tempo para mil e uma outras coisas, então esse amigo não é a tua prioridade, embora isso não queira dizer que nunca tenha sido ou que nunca voltará a ser.

Confia na tua intuição

Se tens um pressentimento de que é melhor não fazer alguma coisa, conviver com alguém ou ir a algum lugar, acredita nessa tua intuição e não o faças. Mais vale errar por excesso de zelo do que errar por uma má decisão.

E, por último, não escolhas o caminho mais fácil

Este raramente é a melhor opção. A vida não é fácil e se a escolha te parece demasiado simples a probabilidade de ser um erro é elevada e as consequências poderão ser desastrosas. Talvez os teus amigos te avisem, mas não vais ligar. Porque é a TUA vida e só TU é que tens razão, mas também não vais querer dar o braço a torcer e admitir que eles estavam certos (embora devesses!).

E é isto. Poderia escrever muitas outras coisas que ninguém sabe quando chega aos 20 anos mas deixo o resto do caminho para vocês descobrirem por vocês próprios. Nunca se esqueçam que a idade é apenas um numero e que, independentemente disso, devem aproveitar a vossa vida da melhor maneira que possam. A vida é uma viagem desenfreada, mas vale a pena.

Artigo inspirado em Seven Things No One Tells You About Your Twenties 


DEIXA UM COMENTÁRIO