Arrasa o final do período com a melhor estratégia de estudo de sempre!

Catarina Mourato
Redatora com Futuro | Youth Coach com Mindbody Training® | Trainer
12 Março 2018

Há mil e uma estratégias de estudo que podes experimentar para conseguires aquele notão que queres, mas qual será a ideal?

O facto de existirem mil e uma estratégias já é um indicativo de que… não se trata de encontrar a estratégia de estudo perfeita, mas sim a estratégia de estudo ideal para ti! Apesar de estudarmos as mesmas temáticas e fazermos todos a escolaridade praticamente da mesma forma, cada um de nós perceciona a realidade de uma forma única.

Partilhamos vivências idênticas, mas interpretamo-las de forma distinta e particular, de acordo com aquilo em que acreditamos e reconhecemos como importante. Tudo isto vem das nossas experiências e do ambiente em que crescemos, incluindo as pessoas com quem interagimos. Porém, existe algo que também é exclusivo para cada um de nós, mas que já vem “por defeito de fabrico” – nada mais nada menos que a forma como recolhemos e tratamos a informação que nos é transmitida incessantemente ao longo do nosso dia, todos os dias.

Certamente já reparaste que, para algumas pessoas, basta ouvir o professor a falar durante a aula para conseguirem reter maior parte da matéria, enquanto para outras é necessário escrever tudo o que é dito, e outras ainda, focam-se essencialmente a ler os manuais escolares de uma ponta à outra. Qual delas és tu? Cada um destes exemplos traduz uma preferência de recolha e armazenamento do conhecimento que te é transmitido em contexto de ensino. Decerto já reparaste também, que a tua forma ideal de aprender seja o que for acaba por ser sempre a mesma, seja em que contexto for!

Talvez tenhas identificado que as disciplinas que mais gostas são aquelas que até são as mais fáceis de estudar e aquelas em que até te atreves a ir estudar mais do que o que está nos manuais escolares e apontamentos de aula… a tua curiosidade pelo tema motiva-te a procurar mais e provavelmente tens pessoas a fugir de ti porque não te calas com o assunto – ui! Uma coisa é gostares do tema e isso tornar a assimilação da matéria e relacionamento de conceitos de forma fácil e acessível, mas outra é o desafio de tirar positiva naquela disciplina que te dá sono, quanto mais a ter a nota ideal para manter a média.

Sabendo que podes recorrer à tua visão, audição e cinestesia (a experiência que tens ao escrever ou fazer experiências sobre o que estás a ver ou ouvir), porque não juntar o melhor dos três mundos e facilitar o estudo?
Há uma combinação de estratégias que, se seguires, vai facilitar imenso o teu estudo, seja durante o período de aulas ou durante o período de estudo intensivo para os exames e inclui todas as fases aprendizagem sobre algo novo: 

ANTES

Truque: Aposta na antevisão! Antes de cada aula, na véspera ou mesmo umas horas antes, dá uma olhadela na diagonal pelas páginas/temas que o professor irá abordar.

Benefício: Ficas a conhecer o que será abordado, o que significa que quando for dado em aula, o teu cérebro já estará minimamente familiarizado com a informação e por isso estará mais recetivo a trabalhá-la. Estarás a abordar o tema pela segunda vez, mas mais a fundo e sem esforço adicional! Isto também facilita o esclarecimento de dúvidas que te surjam no momento, aproveitando que estás em contexto de aula. Adiantas estudo sem sequer te aperceberes!

DURANTE

Truque: Discute e destaca os tópicos e conceitos mais relevantes! Usa cores para destacares diretamente nos teus manuais o que for mais importante, logo quando o professor fala sobre eles. Aproveita para esclarecer dúvidas assim que surjam e discutir o tema com o professor e colegas assim que surgem (cuidado para não te perderes à conversa com o colega do lado! Hehe)
Benefício: Torna o teu estudo em aula o mais experiencial quanto possível, o que facilita a retenção de informação muito mais do que se apenas estiveres a lê-la ou escutá-la passivamente.

DEPOIS

Truque: Repetição estratégica 24/7! 24 horas depois de teres sido apresentado ao novo conhecimento, revê os teus apontamentos em voz alta, como se os estivesses a explicar a alguém, por um período de tempo limitado (máximo de 15 minutos). Repete o procedimento nos próximos 7 dias, para os mesmos apontamentos.

Truque extra: Em vez de fazeres esta revisão sozinho, junta-te a um ou dois colegas e discutam a matéria dada em 15 minutos (sim, usem mesmo o temporizador!).

Benefício: A repetição irá reforçar o conhecimento, ancorando-o à tua memória a longo prazo. O facto de o repetires e fazeres o mesmo em simultâneo com nova matéria que vai surgindo facilita a conexão entre matérias (e disciplinas!) e consolida o teu domínio sobre os temas. Quando o fazes com outros colegas, tens a confirmação de que compreendeste os conceitos da forma certa e os sabes relacionar de forma a manter uma conversa ativa – não só porque os comunicas, mas também porque escutas outros a fazê-lo! Tiras dúvidas e reforças o estudo de forma interativa, com resultados surpreendentes.

Experimenta e conta-nos como foi! Bom estudo ;)


DEIXA UM COMENTÁRIO