Alunas distinguidas com projeto de larvas que comem lixo vão até aos EUA

Luís Alves Vicente
Editor Inspiring Future
27 Julho 2018

De Odemira a Phoenix, Arizona, são muitos os quilómetros de distância mas a mesma encurtou-se com a ajuda de uns bichos de poucos centímetros - as larvas - para as três alunas da Escola Secundária daquele município. As estudantes vão representar Portugal na Feira Internacional de Ciência e Engenharia, a decorrer em maio de 2019, depois de terem sido premiadas no 26º Concurso para Jovens Cientistas e 12ª Mostra Nacional de Ciência.

Orientadas pela professora Paula Canha, o projeto consiste no uso de "larvas de um insecto na reciclagem de resíduos de poliestireno a nível industrial." A docente especializada em Biologia é ainda responsável pelo desenvolvimento do tema "Tenebrio molitor como biorreator para degradação de polímeros sintéticos", como conta a TSF.

As alunas alentejanas venceram também o Prémio Lipor, que distingue projetos inovadores "na gestão de recursos promovendo uma abordagem circular e a criação de valor partilhado."


DEIXA UM COMENTÁRIO