Amplifica-te

4 Coisas Que Aprendi No Primeiro Semestre

Clara Almeida
Redatora com Futuro
27 Dezembro 2017

Não há como negar: A universidade é um mundo completamente diferente do secundário. O primeiro semestre na minha faculdade terminou e posso-vos dizer que foram meses de grandes descobertas, umas boas e outras más.

Antes de ingressar neste mundo, lembro-me de estar constantemente a sentir uma mistura bizarra de sentimentos: Felicidade, medo, ansiedade, entusiasmo e muito mais. Não saber patavina do mundo em que estava prestes a entrar, deixava-me completamente em pânico!

Tinha tantas perguntas sem resposta na minha cabeça que depois foram sendo respondidas à medida que o tempo passava.

Hoje vou falar um pouco das verdades nuas e cruas que aprendi durante estes últimos meses:

A universidade é psicologicamente pesada.

Mudar de casa, ficar longe dos pais e amigos, criar novas amizades, conhecer e adaptar aos novos professores e até mesmo, reformular os teus métodos de estudo são fatores que irão deixar-te psicologicamente exausto

Tudo o que antes funcionava contigo no secundário, para a universidade, é provável que deixe de funcionar. A quantidade de frequências, trabalhos escritos e orais que podes ter para fazer em apenas uma semana é ridícula e é muito fácil deixares-te consumir pelo stress da época de frequências.

Pode ser difícil perceber qual a melhor maneira de equilibrar o estudo e as formas como deves estudar, e até podes ter o azar das primeiras frequências correrem-te super mal. Mas não te preocupes! É nesta fase que vais perceber o que funciona e o que não funciona para ti.

A praxe pode não ser o que estás à espera

A questão da praxe sempre foi uma questão sensível. No entanto, é a maior incógnita que percorre na cabeça de qualquer caloiro: “Será que devo experimentar? Será que vou gostar ou odiar aquilo?”

Vou já dizer-te que é muito importante experimentares a praxe da tua instituição! Não pela questão da integração, porque isso é total BS, mas para que possas mais tarde criar a tua opinião acerca do assunto e não te deixares ir pela opinião dos outros.

A cena que eu descobri foi que as praxes são como raspadinhas: Pode-te sair uma muito boa, como pode-te sair uma muito má.

Aconteceu-me chegar à universidade com expectativas super altas da praxe e sair de lá completamente desiludida. No entanto, conheço pessoas que tinham as mesmas expectativas que eu e divertiram-se imenso nas praxes das suas instituições.

Os professores dão matéria como se tivessem que ir apanhar comboio

Uma das coisas que me deixou estupefacta quando assisti à primeira aula teórica na minha instituição foi a quantidade de matéria que os professores conseguem vomitar para cima dos alunos em apenas uma hora e meia. Estamos tão habituados a levar com um terço do capítulo por aula para depois chegarmos à universidade e levarmos com um CAPÍTULO INTEIRO dado à velocidade da luz.

É isso mesmo!

Enquanto tu estás a apontar o assunto A no teu caderninho, eles já estão a falar do assunto B e C em simultâneo. É uma guerra autêntica.

As amizades vão mudar por completo

Uma das verdades duras que aprendi durante este semestre foi que as amizades que juravas que nunca irias perder contacto vão dissipar-se com o tempo. Alguns vão para o fim do mundo e outros até podem estar mesmo ao teu lado, mas como cada um segue o seu caminho, é completamente normal e inevitável ficares sem eles.

 

 

Mas não chores! Não vais ficar forever alone. Todos os teus colegas novos estão exatamente na mesma situação que tu. Têm exatamente os mesmos receios e as mesmas dúvidas que tu. Uma pequena pergunta é o suficiente para te colares a alguém para a vida toda.

 


DEIXA UM COMENTÁRIO