Life Hacks

3 truques para conseguires colocar o telemóvel de parte

Beatriz Sofia Alves
Redatora com Futuro
2 Fevereiro 2018

Parece inofensivo, mas pode tornar-se num dos teus maiores inimigos. Fazes ideia da quantidade de tempo por dia que perdes no teu telemóvel? Acredita, provavelmente não fazes. Um bocadinho aqui, um bocadinho acolá. “Não foram mais de 30 minutos”, “só vou responder a uma pessoa”, “só me falta acabar uma coisinha aqui”. Soa-te familiar? Se sim, é muito provável que, mesmo sem te aperceberes, o teu telemóvel esteja a afetar a tua produtividade e gestão do tempo. Para te certificares que isto não acontece e, caso aconteça, para que o possas corrigir, mostramos-te tudo o que precisas de saber para aprender a transformar este aparelho num aliado, e não num vilão.

  • Longe da vista, longe das mãos

Pode parecer óbvio, mas entre o pensar e o pôr em prática vai uma certa distância. A regra é simples: para evitar a distrações, deixa o telemóvel numa divisão diferente daquela onde vais estar a estudar. Por exemplo, durante os 50 minutos em que te comprometeste a rever filosofia, fica no teu quarto sem distrações (ou no sítio onde costumas estudar), garantindo que o telemóvel está noutra divisão da casa. Assim, não cederás tão facilmente ao impulso de ir “cinco minutinhos” às redes sociais, já que muitas vezes o fazemos quase subconscientemente. 

Ironia ou não, é precisamente uma aplicação que pode ser a tua salvação neste combate contra o vício digital. Com uma interface muito simples, “Night Filter” tem a finalidade principal de reduzir a radiação nociva emitida pelo ecrã dos nossos dispositivos, filtrando-a, garantindo que o tempo em que usamos o telemóvel é o mais saudável possível para os nossos olhos. Além disso, presenteia-nos com um relatório diário acerca do tempo em que o utilizámos, permitindo-nos ter uma noção real do problema, que é o primeiro passo para o resolver. Leve, grátis e disponível para download.

 

  • Um Novo Ambiente

Uma solução mais extrema do que as anteriores, mas que pode revelar-se altamente eficaz. Quando tiveres alguma coisa importante para fazer e te quiseres impedir ao máximo de procrastinar, vai, se possível, fazê-la para fora de casa. Pode ser no jardim, num café, num parque municipal ou numa biblioteca. O mais importante é deixar o telemóvel em casa. Pode parecer um bocadinho radical, mas os resultados irão fazer-se sentir de forma a compensar largamente este pequeno sacrifício. Um novo ambiente torna o trabalho mais estimulante e aumenta a concentração, além de que pode oferecer-nos certos bónus que não encontramos em casa, tais como ar puro. 

Como vês, é bem mais simples do que parece vermo-nos livres deste mau hábito. O que custa é apenas começar. Preparado?


DEIXA UM COMENTÁRIO