UTAD oferece serviços de saúde aos estudantes

 

Os serviços de Acção Social da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro criaram uma unidade de saúde que oferece consultas gratuitas a estudantes. As várias especialidades que oferece têm como objectivo cobrir as principais necessidades dos estudantes do ensino superior, apesar de o serviço estar também disponível para trabalhadores da Universidade. A única diferença é que o serviço é gratuito para os alunos, incluindo aqueles que estão na instituição através do programa Erasmus.

 

As consultas incluem as especialidades de clínica geral e planeamento familiar, psicologia e acompanhamento psicopedagógico, ginecologia e obstetrícia, nutrição e enfermagem. Os hábitos dos estudantes e as possíveis consequências na sua saúde foram uma preocupação, o que justifica algumas das especialidades que estão abrangidas. Em comunicado, Pedro Felgar, médico responsável pela consulta de clínica geral e planeamento familiar, afirma que “80% das patologias são do foro psiquiátrico”, naquela unidade de saúde. “Stresse, depressão, mas também ansiedade em relação ao futuro, relacionada com saídas profissionais e a independência financeira”, são alguns dos problemas que mais passam pela unidade.

No entanto, há também outros hábitos dos estudantes que motivam o foco noutras especialidades, como é o caso da ginecologia e obstetrícia, onde se incitam práticas de sexo seguro e se facultam métodos contraceptivos de forma gratuita, ou o caso da especialidade de nutrição. Elsa Justino, administradora dos SASUTAD, exemplifica em comunicado: “Têm sido identificados casos de alguns alunos com um aumento de peso de 10 quilos no primeiro ano de faculdade, consequência de más decisões alimentares”, justificando assim a necessidade de consultas da especialidade.

Com um custo anual de 50 mil euros, a unidade de saúde foi acreditada em 2015 pela Entidade Reguladora de Saúde, apesar de os SASUTAD terem já em 2012 feito uma alteração ao seu regulamento, de forma a poderem “prestar cuidados básicos, primários e de prevenção” aos membros da instituição. A administradora dos SASUTAD sublinha: “Enquanto pudermos, vamos manter este serviço gratuito. A nossa preocupação são os alunos e o seu bem-estar.”

 

FONTE: PÚBLICO


Outras notícias
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.