Universidade de Coimbra destaca-se entre 1.200 universidades de 83 países

Inspiring Future
30 Março 2015

 

A Universidade de Coimbra conquistou a pontuação máxima em vários indicadores do U-Multirank, um ranking internacional de instituições universitárias financiado pela União Europeia que foi publicado pela primeira vez em 2014 e que, nesta segunda edição, avaliou mais de 1.200 universidades de 83 países.

A UC foi classificada com "Very Good" ("Muito Bom", em português), a máxima possível, nas categorias de "Investigação", "Transferência de Conhecimento" e "Internacionalização", "confirmando assim a tendência positiva que tem registado nos diversos 'rankings' internacionais". Depois de, em 2014, o 'ranking' ter distinguido os cursos de Engenharia Eletrotécnica, Engenharia Mecânica e Física daquela universidade portuguesa, foi a vez dos cursos de Ciências Computacionais, Medicina e Psicologia estarem em destaque. Estes três cursos foram, este ano, os que conseguiram melhor classificação na avaliação feita pelo U-Multirank à UC, graças a fatores como o número de publicações científicas, a produtividade dos doutorados ou as bolsas de estudo internacionais arrecadadas pelos alunos, informa a universidade.

"Os resultados do U-Multirank reforçam o bom desempenho da UC nos diferentes 'rankings' universitários internacionais", considera a universidade, que destaca, como outros exemplos deste sucesso, a atribuição de cinco estrelas nas áreas de investigação, inovação, internacionalização, instalações e acessibilidades no 'rating' da QS Stars em Junho de 2013. A universidade portuguesa ascendeu, também, no 'top 500' da ARWU - Ranking de Xangai em Agosto de 2014 e subiu sete posições no 'ranking' da QS em Setembro de 2014, adianta o mesmo comunicado. 

O U-Multirank segue uma abordagem diferente da dos atuais 'rankings' internacionais de avaliação de desempenho das universidades, atribuindo classificações que variam entre "Muito Fraco" e "Muito Bom". O 'ranking' assume-se como multidimensional e dispõe de uma ferramenta única que permite a comparação entre instituições com base em cinco grupos distintos: investigação, ensino e aprendizagem, orientação internacional, transferência de conhecimento e participação a nível regional. 

 

Fonte: Boas Notícias


DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!