Saber nadar é requisito obrigatório para concluir licenciatura em universidades chinesas

Inspiring Future
30 Março 2017
A Universidade de Tsinghua voltou a tornar obrigatório que os seus alunos realizem com sucesso um teste de natação para que possam obter o diploma de licenciatura. O diretor do departamento de educação física, Liu Bo, explicou que a proposta veio diretamente do presidente da instituição e que visa melhorar os hábitos desportivos dos alunos. A medida vai entrar em vigor já em setembro do próximo ano letivo e será aplicada a todos os caloiros.
 
O método é mais ou menos parecido às provas que muitas instituições fazem em relação ao inglês. Mas na China a versão é molhada. Todos os alunos que se matricularem vão fazer um teste de aptidão, e aqueles que falharem a meta de 50 metros percorridos a nadar têm de ter uma "disciplina de natação." Se na avaliação final, passadas as aulas, os alunos falharem, não lhes será atribuído um diploma.
 
"Apesar de a Universidade ter uma longa tradição no protagonismo do desporto, cada vez menos alunos fazem exercício regularmente, revelou Liu Bo. Portanto, está na altura de tomar medidas obrigatórias para que os alunos apostem mais no treino físico e para que a cultura desportiva no campus se fortaleça."
 
A opinião dos alunos da Universidade de Tsinghua não é unânime - enquanto uns dizem que saber nadar é uma competência fundamental para a sobrevivência, em alguns casos, outros apontam para que essa capacidade não deveria determinar se um aluno deve ou nao ter acesso ao diploma.
 
Esta instituição de ensino superior não está sozinha na medida. A Universidade de Pequim e a Universidade de Xiamen também vão tornar a natação como uma atividade obrigatória a que é preciso aprovar para completar o plano de estudos.
 

DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!