Raparigas são melhores na resolução de problemas em grupo do que rapazes

Luís Alves Vicente
Editor Inspiring Future
22 Novembro 2017

O estudo do PISA (Programme for International Student Assessment), que começou no ano 2000, tem abordado vários parametros da educação a nível mundial. A este estudo, que é feito de três em três anos e compara cerca de 125 mil alunos de 15 anos de 52 países, juntam-se agora dados de um relatório da OCDE que indica que as raparigas são  muito melhores a resolver problemas em equipa do que os rapazes: em média as raparigas são 1.6 vezes melhores do que os rapazes.

Este relatório apresenta uma análise mais detalhada sobre um ponto específico do que foi avaliado quando os alunos fizeram os testes PISA em 2015 (o ano mais recente em que foi realizado): a "resolução colaborativa de problemas". O documento exemplifica que enquanto a média dos estudantes homens dos países da OCDE é 486 pontos nessa competência, a das alunas mulheres chega a 515, o que dá uma diferença de 29 pontos.

Para analisar a competência relativa à resolução de problemas de maneira colaborativa, isto é, em dinâmica de grupo, o exame tinha questões interativas e de escolha múltipla. 


DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!