Não há aulas sexta-feira devido a visita do Papa

 
Habemus fim-de-semana prolongado. A vinda do Papa a Fátima fez com que o governo desse tolerância de ponto para a sexta-feira, dia 12, aos funcionários públicos. Por isso, "o normal, quando há tolerância de ponto é que as escolas não abram. Funciona como um feriado", revelou o presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas, Filinto Lima, ao Jornal de Notícias. Além das escolas secundárias também as instituições de ensino superior poderão estar fechadas
 
Com poucos ou nenhuns funcionários e corpo docente presente nas escolas no dia 12, os diretores dos estabelecimentos de ensino público não terão alternativa sem ser, "naturalmente, cumprir a lei", contou ainda Filinto Lima. Assim sendo, será o terceiro dia útil sem aulas desde que começou o terceiro período, depois dos feriados do 25 de abril e do próximo 1 de maio, dia do trabalhador.
 
A visita do Papa Francisco está marcada para o dia 13 de maio, data em que se comemora o centenário daquilo que se convencionou chamar Aparições de Fátima. O chefe da Igreja Católica chega no dia anterior, e estará no santuário nesse mesmo dia. A operação Fátima 2017 está a ser preparada com o máximo detalhe, uma vez que são esperadas milhões de pessoas naquela cidade de Santarém para a visita papal.


Outras notícias
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.