Há mais alunos a seguirem para Ensino Superior do que para o mercado de trabalho

Inspiring Future
24 Novembro 2017

São mais os alunos que preferem continuar a estudar depois do 12º ano e menos aqueles que ficam por esse ano de escolaridade, comprova um estudo realizado pelo Ministério da Educação. O inquérito Jovens pós-secundário 2016 foi feito a milhares de estudantes de várias escolas do país - 16.186 de 726 escolas públicas e privadas do continente, mais precisamente.

A quinta edição deste questionário permite então apurar que há mais jovens a prosseguir os estudos, comparando com anos anteriores. "No ano passado, 72,5% dos inquiridos continuava a estudar, o que revela um aumento de 5,2 pontos percentuais em relação ao inquérito feito em 2014, segundo os dados avançados pelo Observatório de Trajetos dos Estudantes do Ensino Secundário, o projeto que é coordenado pela DGEEC", como escreve a Agência Lusa.

Destacam-se os casos dos jovens dos cursos profissionais que continuaram a estudar para facilitar a integração no mercado de trabalho e os dos cursos tecnológicos por quererem desempenhar a profissão desejada”, lê-se no relatório, citado pelo Observador, que analisou os percursos dos alunos tendo em conta as opções de ensino que escolheram quando terminaram o 9.º ano, desde os clássicos cursos científico-humanísticos, aos cursos artísticos e aos profissionalizantes.


DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!