Esta é a razão que leva as pessoas a ficarem presas a empregos que detestam

Inspiring Future
26 Novembro 2016

Apesar de ser uma minoria a quantidade de profissionais que está num emprego que detesta, a verdade é que há pessoas que fazem trabalhos que não suportam. Um estudo feito a 500 mil trabalhadores descobriu a razão pela qual essa minoria se arrasta numa posição que não lhe agrada. Além de não terem motivações em mudar, devido à apatia que acabou por se apoderar da vida profissional, estas pessoas estão "amarradas à secretária com um elegante par de algemas douradas"

As algemas figurativas a que a Aon Hewitt, que fez o estudo, se refere são feitas de dinheiro. A empresa especializada em Recursos Humanos salienta que 60% das pessoas acomodadas a um emprego que detestam ganham mais do que a média do setor onde estão inseridas. O efeito bola de neve acaba por se instalar, tendo as pessoas cada vez menos vontade mudar, optando pelo dinheiro em vez das preferências profissionais e do consequente bem-estar e realização pessoal. 

Ken Oehler, da Aon Hewitt, deixa a seguinte pergunta a todos aqueles que se têm vido a acomodar num cargo desanimador: "Se estás insatisfeito e sentes que está preso no teu trabalho, que tipo de parceiro ou amigo vais ser, que tipo de vida vais ter fora do trabalho?" A resposta, essa, é dada por cada um, tendo em conta o que é realmente mais importante.


DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!