Cidadania e Desenvolvimento, a nova disciplina do secundário

Entra já este ano lectivo em vigor a mais recente disciplina do Ensino Secundário, mas não é para todos. Ainda em fase de testes, Cidadania e Desenvolvimento vai ter alunos apenas do 10º ano e das 235 escolas públicas e privadas que integram o projeto-piloto de flexibilidade curricular, como conta o Jornal Público. 
 
 
Entre os temas dados em aula podem esperar-se direitos humanos, a igualdade de género e a interculturalidade. A medida foi aprovada esta sexta-feira e o objetivo é que este tipo de assuntos estejam presentes em todos os ciclos de ensino. A disciplina vai funcionar como as outras, onde os alunos também serão avaliados.
 
"O que se pretende não é instituir uma disciplina formal, no sentido de que há um professor que debita a matéria, mas sim implementar uma metodologia de projeto porque a cidadania para se desenvolver tem de contar com uma parte prática", pode ler-se na notícia original, que conta com declarações da secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.
 
Prevê-se ainda que temas desenvolvimento sustentável, a educação ambiental e a saúde sejam também leccionados. A proposta vai um pouco ao encontro daquilo que era abordado na extinta disciplina de Formação Cívica, que tantos alunos alegrou até 2011.


Outras notícias
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.