Alunos estrangeiros em Portugal aumentam 40% nos últimos três anos


 
Portugal é um país apetecível para toda a malta: reformados para virem viver com bom tempo e com um custo de vida baixo face à média europeia, turistas para conhecer o país e aproveitar as praias e nos últimos anos juntaram-se os estudantes estrangeiros. De 2014 para cá, o aumento foi em 40%, tal como noticia o Expresso.
 
As contas feitas pelo semanário com base nos dados da DGEEC são as seguintes: "nos últimos dados indicam que no último ano letivo havia um total de 37.174 estudantes em mobilidade internacional, ou seja, que se deslocaram para Portugal com o objetivo específico de estudar. Em 2015/16 eram 33 mil. E se se comparar com o número de há apenas três anos, o aumento atinge os 40%, já que em 2013/14 rondava os 26.500. Do valor atual total, cerca de 15 mil que chegam ao abrigo de programas como o Erasmus, passando no país um semestre em vez de uma licenciatura, mestrado ou doutoramento inteiro.
 
A maioria dos alunos, conta o Expresso, opta pelo ensino universitário público (sabias que estes alunos fora de Erasmus acabam por pagar muito mais de propinas? A Universidade de Lisboa tem um valor base fixado em 7000 euros, por exemplo) mas nos últimos anos os Institutos Politécnicos também têm estado entre as escolhas de quem nos escolhe para se formar.
 
E de onde vêm os alunos?
Há nacionalidades de vários cantos do mundo: Vietname; Equador; Japão; Peru; China e Irão estão entre os mais representados.
 


Outras notícias
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.