Presidente da Associação Inspirar o Futuro

Um mundo que vive de marcas e que espera pela tua

Categoria: Amplifica-te

Hoje em dia é praticamente impossível escaparmos às centenas de solicitações que recebemos diariamente das várias marcas que existem no mundo. Todos os objetos e todos os locais para onde olhamos, parecem encher-se de “marcas” que, de uma forma ou de outra, pretendem dizer-nos “HEY! HEY! EU FIZ ISTO!” Por isso, não parece de todo estranho que nós próprios nos queiramos transformar em “marcas” pessoais, mesmo com um simples pedido de amizade, numa qualquer rede social, o nosso objetivo é que se lembrem de nós.

 

 

Mas já pensaste se a marca que tu queres deixar no mundo é um nome? Uma imagem? É esse o impacto que queres gerar? 

Talvez ainda não te apercebeste que tu deixas marcas em tudo o que tocas. Não, não estamos a falar da tua impressão digital ou de uma pegada, mas sim de uma coisa mais profunda. Estamos a falar do impacto que tu podes deixar no mundo. Não precisa, necessariamente, de ser um impacto grandioso ou em muitas pessoas, podes ter impacto na tua própria vida e na vida dos que te rodeiam. Para isso precisas da atitude certa! Muitas pessoas levam a vida à espera que as coisas simplesmente aconteçam, que lhes caiam em cima do colo. Mas se tu acreditas ou queres alcançar algo, tens de compreender que só dependerá de ti. A iniciativa e o interesse em que isso aconteça tem de partir de ti, tal como todo o trabalho que isso vai dar. Sim porque vai dar trabalho!

Existem dois fatores importantes para conseguires alcançar algo na vida: o interesse que tens nisso e a coragem que demonstras para que isso aconteça. Se não explorares o interesse por nada, serás uma pessoa superficial. Uma pessoa que não tem interesse em nada é uma pessoa que não vai querer saber se algo acontece, se algo muda, por isso tudo ficará na mesma. Por outro lado, se não tiveres coragem, não vais acreditar que consegues alcançar nada e, portanto, serás uma pessoa insegura. Tal como os superficiais, estas pessoas não alcançam nada, não porque não querem alcançar, mas porque têm medo de nunca conseguir. Poderás ainda ser uma pessoa simplesmente pessimista, ou seja, poderás pensar que não depende de ti e por isso não há nada a fazer.

Na verdade, nas várias áreas da nossa vida podemos ter atitudes diferentes, sendo por exemplo, mais inseguros no amor, ou mais pessimistas quanto ao nosso futuro profissional, etc. Mas talvez exista uma outra forma de encarar as coisas e nós chamamos a esta atitude de adaptativa (a.k.a survival mode). Quando percebes que és o responsável por alcançar algo, e encontras o interesse e a coragem para tomar a iniciativa, tudo muda. Porque agora sabes que vais ter de correr atrás de algo, vais ter de descobrir como chegar lá por ti. Vais pesquisar, vais estudar, vais trabalhar, vais encontrar recursos, mas uma coisa é certa, nada te vai parar. 

Vais ser uma pessoa pró-ativa, que quer dizer que vais atrás dos teus objetivos, ou vais ser mesmo um empreendedor. Criar empresas? Não, empreender quer dizer olhar para o mundo de forma inconformada. Não vais só seguir os passos de alguém, vais encontrar o teu próprio caminho e as tuas próprias soluções para os teus problemas.

 

Então qual é o impacto que vais ter? 

Pode ser positivo ou até negativo, pode ser grande ou pequeno. Pode ser económico, ambiental, social, político, etc. Pode ser só na tua vida, nos que te rodeiam, no teu trabalho ou na sociedade em geral. Mas alguma mudança vais ter no mundo, não tenhas dúvida disso. Por isso lembra-te que o tempo não pára e está sempre a contar. Quem quer arranja uma maneira, quem não quer arranja uma desculpa. Qual é a tua desculpa para deixar para amanhã?

 


Também te pode interessar
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.