Mãos à obra

O detalhe mais importante do CV de um (pré)universitário

Luís Alves Vicente
Editor Inspiring Future
8 Fevereiro 2017
 
Referências. 
É importante teres um CV equilibrado, sem erros ortográficos e esteticamente apelativo. Mas o detalhe que pode fazer toda a diferença é teres um depoimento de alguém com quem ou para quem trabalhaste no passado. Nem que seja um tio afastado com quem uma vez foste ao pinhal buscar madeira e fizeste um trabalho exemplar. Fizeste a tarefa bem? Mostrou valências que se adaptam a outras situações? Entra no CV. Já se sabe que o teu primeiro currículo terá poucos itens - é normal. Portanto vale a pena selecionares aquilo que achas que causa mais impacto para o teu primeiro trabalho ou colaboração. 
 
Quanto às referências, eis os dados importantes para provar o que te queremos transmitir: Os candidatos com referências no CV têm 15 vezes mais probabilidade de serem chamados para uma entrevista. E mais: 78 por cento dos recrutadores ordena os currículos tendo em conta as referências. Desde a separação entre aqueles que têm e os que não têm e depois um ranking das referências que vêm de sítios/pessoas que eles achem mais relevantes até às menos importantes.
 
Para finalizar, há quem defenda a pertinência das cartas de apresentação. E nós concordamos - quando pedidas devem ser cuidadosamente elaboradas. Mas para teres a noção do quão importante são as referências, a malta dos recursos humanos revela que é preferível um CV com um bom par de referências do que uma carta de apresentação. E se pensares nisso, é evidente a razão: uma coisa és tu a falar de ti próprio(a), outra é alguém a dizer o que vales. Tem sempre muito mais credibilidade. 

DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!