Decide-te

Enfermagem: o coração dos cursos de saúde

Enfermagem na Católica
Universidade Católica Portuguesa
20 Julho 2017

Finalmente posso dizer que sou finalista.

Há 4 anos atrás, estava eu no teu lugar. Exames 12º ano. Ano das decisões. Escolher o curso. Escolher a Universidade.

Olhando para trás, realmente são essas decisões que tudo definem. Especialmente quem nós seremos profissionalmente.

Mas escrevo, não para ser mais uma das pressões que vais encontrar pelo caminho, mas sim para ajudar.

E é isso que gostaria, que a minha história te ajudasse: não a tomar uma decisão hoje sobre o curso ou a Universidade, mas dar-te a conhecer o porquê da minha escolha desta profissão. Dar-te a conhecer o que aconteceu na minha vida no momento em que decidi ESTUDAR ENFERMAGEM NA ESCOLA DE ENFERMAGEM DA CATÓLICA.

Sempre soube que queria SAÚDE. E se pensares bem, essa é a decisão mais fácil de perceber. Sempre gostei de Biologia e sabia que queria ter impacto na vida das pessoas. Podes perguntar-me como surgiu ENFERMAGEM e sinceramente não me lembro bem. Mas de uma coisa tinha certeza, queria escolher uma profissão em que estivesse 100% presente para a Pessoa. Queria que o bem-estar, o conforto, a terapêutica tudo dependesse de mim, e sempre vi os enfermeiros neste sentido.

Se ouvi muitas vezes que ia ser uma ajudante no médico? Ouvi sim. Se pensei que isso tornava a profissão cientificamente menos digna? Pensei sim.

Mas hoje (aliás logo no meu 1º ano de licenciatura poderia dizer-te o mesmo) sei afirmar que todos estes comentários não têm qualquer fundamento.

É  um estigma da profissão? É sim. Mas na altura fui fiel a mim própria e ENFERMAGEM foi e continua a ser a minha escolha, sem qualquer preconceito.

A maior dificuldade que tive foi na ESCOLHA da UNIVERSIDADE.

Fui aceite em Beja e frequentei as aulas durante 1 semana. Não deu. Não estava na minha casa. Não estava com a minha família. Não me identificava com aquele sitio. Voltei para Lisboa e comecei desesperada a ver que opções tinha e qual delas era a que mais gostava.

A ESCOLA DE ENFERMAGEM DA CATÓLICA distinguiu-se de todas as outras, a meu ver, pelo plano de estudos e pela possibilidade de poder continuar a concorrer à bolsas de estudos do estado.

Sim, financeiramente a vida nunca foi fácil. E acredita que tens de conseguir tranquilizar-te com o investimento financeiro que fazes para estudar no ensino superior.

Portanto em meados de setembro, já em vagas sobrantes, fui admitida no curso de Enfermagem e tornei-me estudante da Univ. Católica Portuguesa.

Essa decisão mudou a minha vida.

Foram 4 anos de estudo. Foram 4 anos de ensinos clínicos.

Foram 4 anos em que aprendi que tenho de estudar constantemente anatomia e fisiologia, patologia e farmacologia.

Foram 4 anos em que aprendi a desempenhar o papel de enfermeira em serviços como medicina, cardiologia, obstetrícia, pediatria, saúde mental, hematologia, bloco operatório e internamento

Foram 4 anos em que passei por Lares, Hospital Santa Maria, Amadora-Sintra, CUF Descobertas e muitos outros

Foram 4 anos em que aprendi  a ser avaliada em incidentes clínicos, reflexões de estágio, processos de enfermagem

Foram 4 anos em que aprendi a importância da proximidade com os professores

Foram 4 anos em que aprendi que podia sair de ensino clínico e vir a chorar para casa

Foram 4 anos em que aprendi que mesmo vindo a chorar para casa tinha quem me apoiasse

Foram 4 anos em que aprendi que a vida pode ser difícil mas que consegues passar um semestre fora no Brasil

Foram 4 anos em que aprendi que enfermagem é uma linguagem comum entre continentes

Foram 4 anos sempre com bolsa de estudos da DGES e mesmo assim sempre a tentar a bolsa de mérito

Foram 4 anos de amizades e vida académica que ficarão para a vida

Foram 4 anos que definiram a ENFERMEIRA EM QUE ME ESTOU A TORNAR agora que tudo está a chegar ao fim.

E acredita, passa tudo a correr.

E acredita, tu melhor que ninguém vais sentir onde será a tua casa. A tua nova casa.

Por isso, a melhor sugestão que te posso dar é: APODERA-TE DE TODO O CONHECIMENTO QUE PUDERES.

Escolhe o curso com o coração e escolhe a universidade, acreditando que estás a escolher a melhor instituição para ti.

A instituição que vai fazer de ti o profissional que queres ser no futuro.

E quando tomares essa decisão, nessa altura, NINGUÉM TE VAI PARAR.

 

Cátia Vilhena

Estudante finalista – Escola de Enfermagem da Católica


DEIXA UM COMENTÁRIO

Tens alguma dúvida?
Vamos ajudar-te a esclarecê-la!