Redatora com Futuro

Em Lisboa há sempre uma AlternAtiva

Categoria: Amplifica-te

Faculdade pode ter muitos significados: estudar, sair à noite, mudar de ares… e para muitos “faculdade” é sinónimo de “praxe”. Praxe é a forma mais tradicional e conhecida de integração de novos alunos universitários – mas não é a única. Para contrariar esta supremacia nasceu, no ano letivo 2016/17, o movimento AlternAtiva. O projeto dedica-se à integração estudantil para aqueles que não se identificam com a praxe e tem como principal preocupação que toda a gente se sinta igual e incluída da mesma forma. Teve tanto sucesso na FCSH que se propagou e há agora em quatro faculdades lisboetas: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH), Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (FLUL), Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa (NMS | FCM) e Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade de Lisboa (FMV).

Se queres escrever para nós como a Maria Leonor, carrega aqui!

Em conversa com a AlternAtiva da FCSH foi possível perceber que esta comunidade “[procura] fazer atividades que integrem @s nov@s estudantes e que dinamizem a universidade a nível cultural. Fazemos sessões de poesia, feiras do livro, sessões de cinema; mas também convívios e passeios pela cidade de Lisboa especialmente para @s alun@s que vieram de outras partes do país e ainda não conhecem a cidade.”. Salienta ainda que “todas as atividades são gratuitas para que tod@s possam participar.”.

A AlternAtiva da FLUL explica que “Na FLUL a estratégia que usámos foi abrir a AlternAtiva à comunidade desde o início: a nossa primeira reunião foi de portas abertas e quem viesse podia tanto ajudar a criar o projeto como simplesmente aparecer para esclarecer dúvidas.”. Desde que iniciaram atividade no último semestre do ano passado, o projeto tem tido bastante aderência e é atualmente uma comunidade em crescimento. “Tanto os novos como os antigos alunos mostram muito interesse e curiosidade em participar nas atividades e mesmo em ajudar a desenvolvê-las. Acreditamos que estamos a criar um espaço de integração para alun@s que não se inserem noutras práticas – ou que, apesar de se inserirem, também se identificam com o tipo de atividades que desenvolvemos.”.

O testemunho da Sofia Benedito, aluna de primeiro ano da FLUL que tem participado nos convívios da AlternAtiva, confirma que estes ajudam na integração aos novos alunos principalmente porque a FLUL é uma faculdade onde não existem turmas, ou seja, em cada cadeira os colegas são diferentes. “Os convívios são abertos a toda a gente, outras faculdades inclusive. Cada um leva o que quer (em termos de comida), há sempre música e basicamente é conversar à tarde/noite. Normalmente alguém leva máquina para se fazer o registo fotográfico.”. 

Resumindo, se estavas apreensivo/a porque não querias participar na praxe e tinhas medo de não conseguir fazer amigos, podes ficar descansado/a! De qualquer forma não ir à praxe nunca é sinónimo de não te conseguires integrar mas, em todo o caso, há sempre uma AlternAtiva.


Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.