Editor Inspiring Future

Como transformar as tuas fraquezas em forças

Categoria: Mãos à obra

Os guerreiros também descansam e lá no fundo todos temos a nossa kriptonyte. Se para uns a fraqueza pode ser apresentações orais, para outros é o teste de matemática ou uma prova de educação física. Seja qual for o nosso handicap, é importante sabermos como abordar essas fraquezas e ainda mais proveitoso é torná-las uma força. E por força não significa que sejas realmente bom naquilo, é também um força a forma como ultrapassas esse obstáculo.
 
 
Primeiro passo: Identificar os momentos cruciais
O momento-chave é aquele que te procura afastar da tarefa. Isto porque as nossas fraquezas não dizem tanto respeito à incapacidade de fazermos as coisas mas mais à falta de pre-disposição para as fazer. Então, procura encontrar aquele momento em que vais fazer outra coisa em vez dessa tarefa para poderes focar-te no que realmente interessa. Um exemplo: não te apetece dedicar-te à matéria de matemática e tens o quarto desarrumado. Claro que vais demorar 3 horas a fazer a cama! 
 
Segundo passo: Focar e rebobinar
Ponto prévio - rebobinar é aquilo que se fazia às cassetes VHS para vermos o filme outra vez, ou seja, é andar para trás.
O próximo passo consiste em momentos de dedicação total, sem distrações, com tudo desligado, notificações do Snapchat, Instagram, Facebook e Twitter. E Tinder! Tudo off durante 10 minutos para transformares as fraquezas em forças. Depois podes ir gabar-te disso nas redes sociais! Mas, antes, tens de verificar se o foco foi produtivo - testa os teus conhecimentos voltando atrás e fazendo exercícios ou respondendo a questões sobre a matéria.
 
Terceiro passo: Adapta o teu mindset
A ideia aqui gizada não é que forces o que não queres fazer ou aquilo em que tens mais dificuldades. O objetivo é que a tua mentalidade mude e se adapte a essas necessidades, fazendo com que a fraquezas deixem de o ser. Todos fazemos coisas de que não gostamos, mas isso não significa necessariamente que seja uma fraqueza - ou seja, podes ser tão bom a fazer uma coisa de que gostes que detestes. 


Também te pode interessar
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.