Participante no Inspiring Career Camp 2015

Como o Inspiring Camp mudou a minha vida - Catarina Anjos

Categoria: Amplifica-te

Já te inscreveste no Inspiring Career Camp? Já falta pouco para o final das candidaturas! A Catarina conta-nos tudo sobre a sua experiência na primeira edição:

Estava eu a estudar para o Exame Nacional de Português do 12º ano, quando recebi a única chamada que me podia tirar daquele tédio e pôr-me aos pulos pela sala: “Olá Catarina! Lembras-te da candidatura que enviaste para participares no Inspiring Career Camp? Entraste!”. E foi assim que, depois dos exames, começaram as duas semanas que mudaram a minha vida.

Na primeira semana, tive a oportunidade de receber formação sobre o mercado de trabalho através de palestras, jogos e atividades em variados locais, escolhidos a dedo para me inspirar e me fazer pensar profundamente sobre quem eu sou. Comecei a aperceber-me do que mais gostava de fazer, do ambiente em que gostaria de vir trabalhar, da minha maneira de pensar, dos meus objetivos, das minhas verdadeiras qualidades e defeitos. Esta última descoberta foi a mais difícil de interiorizar, visto que para os descobrir realizámos uma atividade em que pessoas que nos conheciam há três dias apenas, tiveram de dar a sua opinião sobre mim.

Alguns aspetos foram positivos, mas como para toda a gente, os defeitos revelados por aqueles que praticamente nos tinham acabado de conhecer foram os mais difíceis de ouvir. No entanto, esta atividade foi de pura sinceridade e senti que cresci imenso só por ter sabido ouvir e pensar que de facto, eles tinham razão e eu só tinha que começar a pensar em maneiras de melhorar os meus pontos fracos. Depois de me conhecer um pouco melhor, pude receber conselhos e dicas sobre como agir quando me encontrar em situações que saiam da minha zona de conforto, como comunicar com os outros, como ser um líder, como trabalhar em equipa, entre outras recomendações que fizeram de mim uma pessoa mais preparada para enfrentar desafios futuros e com um autoconhecimento que antes não tinha.

Na segunda semana, tudo o que aprendi foi posto em prática, visto que cada dia foi passado numa empresa diferente: Microsoft, Jerónimo Martins, Work4Now e diversas start-ups como a Science4You, a Landing Jobs e a Chic By Choice. Nestes dias, comecei a entender melhor o mundo das empresas da atualidade, os problemas que podem ocorrer e como, sob pressão, tudo tem de ser resolvido o mais rápido possível. Percebi que o mais importante é não desistir ao primeiro obstáculo e acreditar que, com confiança, força de vontade e trabalho árduo, todos os objetivos traçados, poderão realmente ser atingidos se nunca perdermos a esperança de que somos capazes.

Constatei também que cada empresa tem um dia-a-dia e uma cultura diferente e que, se não nos sentirmos bem no nosso local de trabalho, não vale a pena continuarmos a saturar-nos por algo que não nos dá prazer a fazer, há que mudar e tentar encontrar uma alternativa melhor. No último dia, juntámo-nos para partilharmos opiniões e tirarmos as principais conclusões sobre esta enriquecedora experiência. Aquelas que mais valeram a pena no fim de tudo foram o facto de ter aprendido que é preciso arriscar sem medos, nunca desistir, de me sentir totalmente confiante sobre o curso que queria seguir, qual a faculdade que queria frequentar e sobre aquilo que tinha realmente gosto e que queria fazer para o resto da vida.

E claro, a melhor parte foi ter partilhado esta experiência com pessoas tão diferentes e tão fantásticas como a equipa da Inspiring Future e, com aqueles que tiveram a mesma oportunidade que eu tive, a de ter podido participar no Inspiring Career Camp.


Também te pode interessar
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.