Expert em Acesso ao Ensino Superior

As sete dúvidas que sempre tiveste sobre os exames nacionais

Para que não te escape nenhuma informação sobre os exames nacionais, a Inspiring Future vai deixar-te algumas informações que não deves ignorar e que te podem levar ao sucesso!

 

Por que são tão importantes? 

A nota dos teus exames nacionais vai ter sempre um peso importante na tua candidatura, podendo em alguns casos ter um peso duplo. A todas as disciplinas em que o exame é obrigatório, este irá contar em 30% da nota final dessa disciplina. Por outro lado, os exames que irás realizar enquanto prova de ingresso para um curso superior, irão contar entre 35% a 50% no cálculo da tua nota de candidatura, juntamente com a tua nota final de secundário. Neste último caso, o peso dos exames vai variar consoante a ponderação definida por cada instituição. Aconselhamos-te a fazeres uma pesquisa de cursos na nossa base de dados e a perceberes o peso que os teus exames representam nas tuas diferentes opções de candidatura.

 

 

 

Até quando posso usar os exames como prova de ingresso?

A validade dos exames para utilização como prova de ingresso é de 3 anos desde a data de realização da prova. No ano em que fazes o exame, podes utilizá-lo como prova de ingresso e nos dois anos seguintes, caso te queiras voltar a candidatar ao Ensino Superior através do Concurso Nacional de Acesso. Os exames realizados no 11º ano começam logo a contar!
Exemplo: Realizas a prova de Português em 2017 e vais usá-la para te candidatares ao Ensino Superior. Em 2018 queres voltar a candidatar-te, essa prova ainda é válida e por isso podes usá-la, assim como no ano de 2019.

 

Posso ir apenas à 2ª fase de exames nacionais?

Não podes realizar apenas a 2ª fase de exames. Tens de realizar as provas na 1ª fase e se não tiveres aproveitamento ou não ficares satisfeito com as notas, poderás fazer então os exames da 2ª fase.

 

Em que circunstâncias posso usar os exames como prova de ingresso?

Exames realizados na 1ª fase de exames: Podem ser usados como prova de ingresso em todas (1ª, 2ª e 3ª) fases do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.
Exames realizados na 2ª fase de exames: Apenas podem ser usados como prova de ingresso na 2ª e 3ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior.
Ou seja, deverás ter bastante atenção na realização da 1ª fase de exames, tanto a nível de aproveitamento (> 95 pontos) como da nota, pois na 1ª fase de candidaturas não terás outras alternativas. Já a partir da 2ª fase de candidaturas, poderás escolher a tua melhor nota, entre todos os exames realizados.

 

Posso voltar a fazer um exame realizado no 11º ano, agora que estou no 12º, para melhoria?

Sim. Caso realizes um exame nacional novamente, poderás utilizá-lo nas mesmas regras descritas na resposta anterior. Ou seja, se o realizares na 1ª fase de exames, poderás utilizá-lo na 1ª fase de candidaturas (mesmo que seja a 3ª vez que o estejas a realizar).
Caso consigas ter uma melhor nota, poderás substituir tanto a tua nota anterior interna da disciplina para efeito do cálculo da tua nota final do secundário, como para ser utilizado enquanto prova de ingresso. O importante é, nunca ficarás prejudicado por voltar a repetir um exame.

 

O facto de eu ir realizar um exame na 2ª fase significa que já não posso candidatar-me na 1ª fase de candidaturas? 

Não. Significa apenas que essa nota de melhoria só será válida para a 2ª fase de candidaturas. Mas caso tenhas tido aproveitamento na 1ª fase de exames, poderás usar essa nota para te candidatares na 1ª fase do Concurso Nacional do Acesso.

 

Exames feitos na 2ª fase de exames podem influenciar a minha média final na 1ª fase do Concurso Nacional de Acesso ao Ensino Superior?

Exames realizados em anos anteriores ao ano em que te candidatas ao ensino superior: serão considerados no peso da tua média final do ensino secundário para o cálculo da tua nota final do secundário, independentemente da fase em que tenham sido realizados. Neste caso, será considerado o melhor exame disponível.
Exames realizados no ano em que te candidatas ao ensino superior: para a 1ª fase de candidaturas apenas serão considerados no peso da tua nota final do ensino secundário os exames que tenhas feito na 1ª fase de exames nacionais; para a 2ª fase de candidaturas serão considerados, no peso da tua nota final do ensino secundário, os teus melhores exames disponíveis, independentemente da fase onde tenham sido realizados.

 


Também te pode interessar
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.