Editor Inspiring Future

5 sinais de que é o telemóvel que manda em ti (e não o contrário)

Categoria: Amplifica-te

 
Estás neste momento com o teu smartphone na mão, não estás? É assim mesmo. Fazes bem em manteres-te atualizado nas redes sociais, nunca se sabe quando alguém vai precisar de um like teu. Ah, espera, disseste que não? Não está na tua mão? Hmmm. Está logo ali aí ao lado, certo? É que já nem no bolso pode estar, porque aí não há contacto visual e.... se ele ganha pernas e começa a fugir?? Não te preocupes. Ele não foge. Quem pode tentar fazê-lo és tu, se ele deixar. Assustador? Não, é apenas a nossa forma de viver. 
 
Mas caso querias testar se é ou não o teu telemóvel que manda em ti e não tu nele, checka lá estes 5 sinais de que pode ser mesmo isso que está a acontecer. E não te preocupes: se responderes sim a quase tudo, não estás sozinho, certamente.
 
  1. Dormes com ele.
Até causas inveja a quem queira dormir contigo e ciúmes a quem já o faz. Preferes mesmo é tê-lo ali ao teu lado na cama, seja para ouvir podcasts enquanto vais dormir (uma prática muito útil para quem está sempre às voltas na cama a pensar na vida), seja porque adormeceste a espalhar likes ou ver instastories.
 
  1. A primeira coisa que fazes ao acordar é ir às redes sociais no telemóvel
Ainda estás cheio(a) de ramelas nos olhos mas já consegues perceber quem meteu aquela foto sensualona durante a noite. E tu já estás a fazer like e ao chat. E depois olhas para o relógio e não percebes como é que te atrasas todos os dias, não é? Sinceramente! Just kidding, também nos acontece. Menos, porque temos de trabalhar. Ao domingo, só.
 
  1. Está sempre nas tuas mãos
Este sinal relaciona-se com aquilo que dissemos no início, mas pior. Além de não estar no bolso porque tem de estar visível, também a sensação de contacto com o telemóvel deixa-te mais tranquilo. É como se se tratasse de uma droga que te satisfaz apenas por sentir a superfície lisa nos teus dedos. Assustador!! Vou já largar o meu!
 
  1. Estás sempre a carregar o telemóvel
Tomadas e Power banks, a seguir ao teu smartphone, são os teus melhores amigos, não é? Até quando te sentas em algum lado procuras aquele spot estratégico que tem 30 tomadas ao lado, caso precises delas todas. E depois acontece ainda outra situação - nem precisas de ter bateria fraca. Vais carregá-lo mesmo quando está a 99% por cento porque, olha, nunca se sabe, pode ser importantíssimo aquele 1%. Pode, não pode? Claro...
 
  1. Imaginas sons vindos do teu telemóvel quando nem tocou/vibrou
Ui! Quem nunca? "Parecia mesmo o som de uma notificação! Caraças... é o gajo da frente. Também têm todos o mesmo toque!" Só que depois apercebes-te que 1) não há ninguém assim tão perto de ti para que se possa ouvir o respetivo celular 2) essa pessoa não sentiu som nenhum, portanto também não é o telemóvel dela. Resultado: Andas a ouvir coisas! Alertas do Messenger, Whatsapp... Tinder! Que vida esta tão injusta com estes problemas todos de primeiro mundo.
 
Bem, agora que já constante que é verdade tudo ou quase tudo aqui descrito, não te vamos dizer como temos de agir, porque sabemos que o telemóvel é como se fosse um minicomputador e tem mais propósitos do que redes sociais - dá também para jogar!! Ok, vamos parar. É também uma ótima ferramenta de trabalho e gestão pessoal. O que queremos é que te apercebas da dependência que acaba por existir e que ajas em relação a esta informação como achares melhor.
 


Também te pode interessar
Tens alguma dúvida?
Faz uma pergunta à Inspiring.